sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Satisfação ou Felicidade

O que o torna satisfeito nem sempre é algo que o faz sentir-se feliz. A satisfação está associada ao mero costume, a felicidade, por sua vez, está intrisecamente relacionada ao novo, a uma nova sensação, a um novo sentimento.
Poucas pessoas são felizes em relacionamentos duradouros, e, ainda assim, acredito que estas que afirmam ser assim, na verdade, estão confundindo-a com a satisfação, a mera satisfação de ter uma vida comum, simples, estável - no sentido de que nada é novo - mas, o fato de terem uma vida melhor que de outras pessoas, o fazem sentirem-se satisfeitos.
A emoção de dirigir o seu carro a 160km/h, assim como a dúvida existente no começo de uma paquera ou namoro, isso traz a sensação de felicidade. Felicidade é impulso, instinto, é algo emocional, ao passo que a satisfação é completamente racionalista.
Uma vida estável, um bom padrão patrimonial ... será que tudo isso vale a pena? Vale a pena a pessoa restringir seus impulsos naturalmente humanos por uma segurança materialista? Vale a pena abdicar daquilo que fundamenta a sua essência humana por uma satisfação material efêmera? A satisfação está para a certeza, assim como a dúvida está para a felicidade!
Ah ... o amor, esse nãp deveria ser único, mas deveriam, sim, haver amores: inusitadas formas de amar pessoas diferentes, essa situação incerta traz a real felicidade.
Ora ... dizem que "o que é bom dura pouco", discordo: acredito que o que é bom (satisfação) dura muito, ou para sempre, e somente o que é realmente ótimo, inacreditável (felicidade), é que dura pouco. Por exemplo, o seu primeiro beijo, ou a sensação de estar descobrindo uma nova pessoa em sua vida, isso é a felicidade, e, depois que esse período passa, resta o simples convívio ou as lembranças, e estes são a mera satisfação.
A satisfação é um eufemismo para o costume, é algo que alguém um dia inventou para que você pare, nao siga adiante, não busque o melhor para si, para a sociedade, ou para o mundo.
A satisfação é uma sensação provinda da falta da essência do espírito jovial. Você precisa de alguém ou algo que o faça sentir-se definitivamente vivo, mesmo que nao seja um elemento constante em sua vida, mas a busca por esse algo motivador deve estar sempre presente, e a dúvida da possibilidade de encontrá-lo adicionada ao encontro efetivado deste alguém/algo é que o trará a sensação do espírito jovem: adrenalina, loucura, inconsenquência, amor, felicidade!
Aconselho a todos que, quando depararem-se com uma situação de satisfação, repensem os seus critérios de qualidade de vida, de satisfação pessoal e profissional, verão que simplesmente estão acostumados às suas rotinas: o mesmo corpo e beijo daquela pessoa, os mesmos programas semanais, os mesmos comportamentos.
Mude, aja, tome a iniciativa. Todos preocupam-se demais com o futuro ...
"Mas não precisamos saber pra onde vamos
Nós só precisamos ir
Não queremos ter o que não temos
Nós só queremos viver"

Um comentário: