segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Supernova

Um minuto para o fim do mundo: "... perco o chão sob meus pés, me falta o ar pra respirar, e, só de pensar em te perder por um minuto, eu sei que isso é o fim do mundo ..."
Nossa! Observando essas palavras (de uma música da banda nacional CPM 22) até parece o fim do mundo mesmo: o chão deixou de existir e o ar na atmosfera, mesmo nas planícies mais baixas, está rarefeito. Diante de uma situação desta, cabe somente a você pisar mais forte a ponto de reencontrar aquele chão preexistente, aquela base sob a qual o seu ser se constituiu, em outras palavras, reencontre a si mesmo.
O ar está acabando? Seria a falta de um elemento "essencial" para sua sobrevivência. Francamente, todo ser vivo se desenvolve, ou tende a evoluir, e assim deve ser, quando "faltar o seu ar". Adapte-se, aceite os fatos e siga adiante: encontre outro elemento essencial à sua sobrevivência.
Se observarmos direitinho os dizeres bíblicos, perceberemos que o mundo nunca acaba realmente, ele apenas se renova, sendo que, para isso, tudo o que existiu deve ser deixado para trás. Um novo mundo pode ser criado, ou encontrado, um lugar onde o ar não lhe seja mais útil, onde você poderá viver apenas de luz (própria).

2 comentários: